Entenda a esclerose vascular
31 de julho de 2018
Para que servem os exames ocupacionais e demissionais
14 de agosto de 2018
Exibir tudo

Se você está com os olhos vermelhos, coceira intensa e secreção que incomoda e aparece repentinamente, fique atento, pois pode ser conjuntivite.

A conjuntivite é uma doença que afeta a conjuntiva, membrana que recobre as pálpebras e o globo ocular.

A conjuntivite alérgica é causada por reação de hipersensibilidade e relaciona-se intimamente com exposição direta ao alérgeno. Trata-se da maneira mais comum de alergia ocular.

As alergias oculares são comuns entre a população brasileira, porém os sintomas podem variar de acordo com a sensibilidade de cada pessoa, da causa em si e também do tempo de exposição.

Tipos:

  • Aguda: o surgimento é repentino logo após o contato com um alérgeno, e assim que o contato termina, a alergia cessa;
  • Sazonal: a incidência maior ocorre durante a primavera e o verão, estações com maior concentração de pólen no ar;
  • Perene: persiste por vários meses e pode estar ligada a fatores ambientais como ácaros e mofo.

Principais causas:

  • pólen (de árvores, flores, ervas e sementes);
  • ácaros presentes na poeira doméstica;
  • esporos de mofo;
  • descamações da pele de animais domésticos (cães e gatos);
  • partículas de látex.

Tratamento

A princípio é indicado buscar um oftalmologista especializado para diagnosticar o tipo de conjuntivite. Dessa forma, é possível indicar o melhor tratamento: uso de colírios, uso de medicamentos, aplicação de compressas frias para reduzir o inchaço ou redução da exposição aos agentes alérgenos, por exemplo.

A principal orientação dada pelos profissionais médicos é que o paciente evite coçar os olhos, mesmo que gere alívio momentâneo.

O oftalmologista irá identificar a causa da alergia e recomendar o controle do ambiente, evitando acúmulo de poeira ou utilizando pano úmido na limpeza, por exemplo.

Mesmo sendo considerada uma doença benigna, por não afetar diretamente a córnea, a conjuntivite alérgica deve ser diagnosticada e tratada para evitar qualquer tipo de complicação posterior.

Se você está sentindo algum dos sintomas citados, procure um oftalmologista de confiança e capacitado para cuidar da saúde dos seus olhos. Entre em contato com o Dr. Imuvi e agende a sua consulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *