Diabetes: conheça os sintomas e como tratar a doença
12 de junho de 2018
O impacto das lesões musculares
26 de junho de 2018
Exibir tudo

Intolerância a lactose consiste na incapacidade em digerir o açúcar do leite, uma condição pouco prejudicial à saúde e por isso requer cuidado já que os sintomas podem incomodar.

O intestino delgado é o órgão responsável por produzir a lactase, enzima cuja deficiência gera esse tipo de intolerância. Essa enzima transforma o açúcar do leite em outros dois tipos de açúcares mais simples, a glicose e a galactose, que então são absorvidos pela corrente sanguínea por meio do revestimento intestinal.

A intolerância à lactose pode se apresentar em três tipos:

Intolerância à lactose primária: trata-se da redução da produção de lactase por conta do avançar da idade e variações dos tipos de alimentos ingeridos. É uma condição bastante comum em descendentes de africanos, asiáticos e espanhóis, podendo também afetar pessoas provindas do mediterrâneo e sul da Europa.

 

Intolerância à lactose secundária: é provocada por alguma agressão direta ao intestino delgado, cirurgia ou doença. A doença celíaca, ou intolerância ao glúten, a gastroenterite ou a doença de Crohn podem ser causas desse tipo.

Intolerância à lactose congênita: é uma doença autonômica recessiva rara, que depende que o pai e a mãe forneçam esse gene ao bebê para que haja a doença.

Existem pessoas que apresentam baixos níveis de lactase e ainda podem ser capazes de digerir os produtos lácteos até um certo limite, mas podem vir a apresentar sintomas e notam a intolerância após ingerir os produtos que contém maior teor de lactose, o que piora com o passar do tempo.

Os sinais da doença começam a surgir depois de trinta minutos do consumo de bebidas ou alimentos que contêm lactose, são eles:

  • Inchaço pelo corpo;
  • Diarreia;
  • Náusea, e por vezes, vômito;
  • Cólicas abdominais ;
  • Gazes.

É possível controla-la com a ingestão de medicamentos específicos que contenham a enzima lactase em sua fórmula, sem ter a necessidade de deixar de consumir por completo os alimentos lácteos.

Se você pode estar sofrendo com essa condição, entre em contato com os especialistas do Dr. Imuvi e agende a sua consulta.